Maya

Maya

Maya foi adotada para fazer companhia ao Tobby, que tinha ficado sozinho porque a Lili e a Teka haviam falecido há pouco. Ela era uma filhotinha muito fofa, cheia de bichinhos do pé que foram tratados por nós. Quando adulta, adorava passear e comer umas besteiras que encontrava pelo caminho, mesmo com dor e dificuldade para caminhar, era só falar em passeio que ela ficava muito alegre e começava a latir, como quem diz: "vamos logo". E lá íamos nós três, eu, a Maya e a Cida. Assim fizemos por muitos anos, até que minha gordinha achou que estava na hora de descansar. Embora tenha acontecido tudo muito rápido e eu tenha ficado muito triste, sei que a gorda teve uma vida longa, muito feliz, e de muitas comilanças e passeios, como ela adorava. E agora, esteja onde estiver, sei que estará passeando alegre, ou mesmo pedindo a comida da mesa. Amo você, gordinha, espero que estejas bem!